Ilustração de adolescente pensativa para artigo sobre hipogonadismo feminino. Atrás dela há um ponto de interrogação. Ela tem cabelos longos ruivos e veste calça marrom e blusa azul

Hipogonadismo feminino: o que é essa situação que pode ocorrer na puberdade

22 de mar de 2024
comentários

Você sabe o que é hipogonadismo feminino? Mostraremos quais são as principais causas e sintomas dessa condição diagnosticada na puberdade. Vem!

A puberdade é uma fase em que os hormônios estão a mil e, por isso, passamos por tantas mudanças, como o desenvolvimento do corpo, a menarca (que é a primeira menstruação) e a descoberta da sexualidade. Mas, em algumas pessoas, pode não ser bem assim. Vamos entender agora o que é e por que ocorre o hipogonadismo feminino.

 

LEIA TAMBÉM:

 

Ilustração de médica com prancheta na mão para artigo sobre hipogonadismo feminino

 

O que é hipogonadismo feminino

O hipogonadismo é de uma condição em que os ovários não produzem hormônios sexuais em quantidade suficiente, o que afeta a puberdade. As causas para esse problema são diversas, e podem ser classificadas como primárias ou secundárias.

 

Causas do hipogonadismo feminino

Quando se trata do hipogonadismo primário, as possíveis causas são:

 

  • Falência Ovariana Prematura (FOP): ocorre quando os ovários param de funcionar antes do tempo esperado.

  • Anomalias cromossômicas: ocorre devido a condições genéticas, como a Síndrome de Turner.

  • Cirurgia ou radioterapia: a remoção cirúrgica dos ovários ou tratamentos de radioterapia na região pélvica.

  • Doenças autoimunes: algumas doenças autoimunes, como a síndrome de autoimunidade poliglandular tipo 1.

 

no caso do hipogonadismo secundário, as causas envolvem:

 

  • Distúrbios no hipotálamo: essa uma parte do cérebro que regula as funções hormonais

  • Distúrbios na glândula hipófise: localizada no cérebro, ela secreta hormônios que estimulam os ovários.

  • Medicamentos: alguns medicamentos, como para certos tipos de quimioterapia, podem afetar a função ovariana.

  • Doenças crônicas: como a síndrome dos ovários policísticos (SOP), diabetes ou doenças autoimunes.

 

Entretanto, há casos em que não se consegue identificar a causa do hipogonadismo feminino.

 

Sintomas do hipogonadismo feminino

Os sintomas do hipogonadismo feminino são diferentes conforme a idade da paciente. Antes da puberdade, os sintomas podem ser esses

 

 

Após a puberdade, os sintomas costumam ser: 

 

  • Ondas de calor; 

  • Perda de pelos no corpo (axilas e pelos pubianos); 

  • Diminuição da libido

  • Perda de massa muscular; 

  • Fogachos em mulheres com menos de 40 anos; 

 

O hipogonadismo feminino pode causar infertilidade ou problemas durante a gestação, por isso é bem importante ter acompanhamento médico quando se detecta essa condição ou os sintomas listados

 

Como tratar hipogonadismo feminino

O diagnóstico do hipogonadismo feminino é o passo mais importante. Para isso, o médico deve avaliar todo o histórico clínico da paciente e pode pedir os seguintes exames:

 

  • Ultrassom da pelve;

  • Ressonância da hipófise;

  • Determinação do painel de hormônios (FSH, LH, estradiol e progesterona).

 

Caso o diagnóstico do hipogonadismo feminino se confirme, o médico pode optar por um desses tratamentos:

 

  • Reposição hormonal com progesterona e estrogênio;

  • Cirurgia;

  • Estimulação da ovulação.

  • Quando uma das queixas é a diminuição da libido, o médico pode receitar testosterona em baixos níveis. 

 

Só não se esqueça: nunca deve ser feita a automedicação! Só um especialista pode definir quais medicamentos devem ser usados em cada situação!

 

Tati Barros

Jornalista mineira, com mais de dez anos de experiência. É criadora e apresentadora do podcast Solteira Profissional, que aborda o universo de relacionamentos e sexualidade. Produz conteúdos para diversos veículos e formatos, com foco, especialmente, nas editorias de saúde, bem-estar e comportamento. Tem um grande interesse em pautas feministas e sempre está envolvida com essa temática.


Ficou com dúvidas? Kira Responde

Conteúdos pra você

Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!