Ilustração de itens de higiene menstrual, para artigo sobre hipermenorreia. No lado direito da imagem há parte do corpo de uma mulher usando roupa íntima preta

Hipermenorreia: sangramento intenso ou prolongado requer cuidados

10 de abr de 2024
comentários

Saiba o que é a hipermenorreia e veja como lidar com o sangramento menstrual intenso ou prolongado para melhorar sua qualidade de vida

Quando você está menstruada, costuma, com frequência, se deparar com vazamentos na calcinha e na roupa? Se o sangramento intenso e prolongado faz parte do seu período menstrual, a ponto de você quase não dar conta de trocar absorventes de tanto sangue que desce, você convive com algo chamado hipermenorreia. 

 

LEIA TAMBÉM:

 

Ilustração de mulher com as mãos na barriga, como se sentisse cólica menstrual. Atrás dela um abrosvente menstrual

 

O que é hipermenorreia?

O nome hipermenorreia pode causar um alerta, mas calma! Esse é só o nome dado para um Sangramento Uterino Anormal (SUA), seja ele agudo ou crônico. Então, é o termo usado quando a menstruação é mais intensa, seja:

 

  • No volume (quantidade de sangue menstrual);

  • Na frequência (intervalos mais curtos entre os períodos) ou;

  • Na duração (muitos dias de sangramento).

 

Agora, ainda que você não precise se alarmar de imediato, é fato que qualquer uma das situações acima merece uma atenção maior se estiver afetando negativamente a sua qualidade de vida. 

 

Mas pode ficar tranquila que, com o acompanhamento médico correto, a hipermenorreia pode ser controlada e, assim, você poderá voltar a ter uma relação tranquila e saudável com o seu ciclo menstrual.

 

Quais os sintomas da hipermenorreia?

Agora, como saber, afinal, se o seu sangramento uterino está anormal? É só ficar atenta ao seu ciclo e aos sintomas da hipermenorreia. São eles:

 

  • Sangramento menstrual com duração superior a 8 dias;

  • Sangramento menstrual entre os ciclos (quando você não devia menstruar, portanto);

  • Sangramento menstrual não programado (escape), quando se usa métodos contraceptivos hormonais que inibem a menstruação;

  • Fluxo menstrual aumentado. O fluxo menstrual intenso pode ser uma característica natural do seu organismo. Ter fluxo intenso significa que você precisa trocar o absorvente com mais frequência - os intervalos podem ser curtos mesmo, como apenas algumas horas. E até aqui tudo certo. Você precisa ficar esperta para o fluxo menstrual aumentado, ou seja, aquele que aumenta de intensidade e fica mais forte do que o normal de uma hora para outra.

 

Pode haver, ainda, alguns sintomas associados a esses que citamos acima, como:

 

 

O que causa hipermenorreia?

As causas mais comuns para hipermenorreia são:

  

  • Miomas uterinos, que são tumores benignos;

  • Pólipos, que são outro tipo de tumores benignos que afetam a superfície do endométrio (camada do útero);

  • Doenças relacionadas à coagulação incorreta do sangue;

  • Síndrome de congestão pélvica, que é uma doença que se caracteriza pela dilatação dos vasos pélvicos;

  • Câncer de útero. 

 

Para chegar ao diagnóstico preciso e, assim, indicar o tratamento mais adequado, o ginecologista deve analisar alguns pontos, como:

 

  • Idade da paciente;

  • Histórico menstrual;

  • Tempo de evolução do sangramento anormal;

  • Uso de medicações, como anticoagulantes, anticoncepcionais e terapia hormonal da menopausa;

  • Tratamentos já realizados;

  • Cirurgias pélvicas prévias.

 

Pode ser necessário que se façam exames físicos e de imagem.

 

Quais os cuidados necessários para quem tem hipermenorreia?  

O ginecologista deve tratar a hipermenorreia com o objetivo central de melhorar a qualidade de vida da paciente. O tratamento, claro, vai depender do fator que tem causado esse quadro.

 

Podem ser solicitados medicamentos hormonais ou anti-inflamatórios e, em alguns casos, tratamento cirúrgico.

 

Até que o fluxo seja controlado, uma dica é investir no uso de absorventes noturnos – mesmo durante o dia. Esse modelo é maior e conta com proteção extra, para conter o sangramento intenso. Assim, você pode prevenir vazamentos e se sentir mais protegida e confortável!

 

Mais uma dica é anotar todos os sintomas do seu ciclo menstrual, inclusive a intensidade do fluxo e a duração do sangramento, no calendário menstrual de Kira. Já conhece? Basta se cadastrar aqui no site e começar a usar 😉

 

Tati Barros

Jornalista mineira, com mais de dez anos de experiência. É criadora e apresentadora do podcast Solteira Profissional, que aborda o universo de relacionamentos e sexualidade. Produz conteúdos para diversos veículos e formatos, com foco, especialmente, nas editorias de saúde, bem-estar e comportamento. Tem um grande interesse em pautas feministas e sempre está envolvida com essa temática.

 


Ficou com dúvidas? Kira Responde
Vem fazer parte da Comunidade Intimus®!
Troque ideias sobre suas experiências, tire dúvidas e interaja com meninas e mulheres como você, sobre menstruação ou qualquer outro assunto! Ah, tudo isso sem julgamentos, ok?
Além de toda a troca que você vai ter na comunidade, você ainda ganha recompensas!🏆
Juntas somos mais fortes. 🌸

Conteúdos pra você

Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!