Ilustração de mulher usando saia, com a mão sobre a região íntima, e desenhos de bactérias, como a Gardnerella Vaginalis, ao fundo

Gardnerella vaginalis e os sintomas dessa vaginose bacteriana

22 de dez de 2023
comentários

Você sabe o que é gardnerella vaginalis? Te explicaremos quais são os principais sintomas dessa vaginose bacteriana. Confira!

A nossa flora vaginal é repleta de bactérias e fungos que não causam sintomas ou qualquer prejuízo à nossa saúde. Mas alguns desses micro-organismos, em altas concentrações, podem provocar problemas íntimos bem incômodos. Um exemplo é a gardnerella vaginalis. O nome é bem estranho, mas pode ficar tranquila que não é nada de outro mundo. Vem entender!

 

Ilustração de mulher com avental e estetoscópio

 

O que é gardnerella vaginalis

A gardnerella vaginalis é uma bactéria responsável por uma infecção vaginal chamada vaginose bacteriana ou vaginite por gardnerella sp. O crescimento exagerado desse micro-organismo na nossa ppk é que resulta na doença, e esse crescimento ocorre devido a um desequilíbrio na flora vaginal.

 

Portanto, a gardnerella vaginalis só se torna um problema quando ela está presente em excesso, tá? Se a sua flora vaginal apresenta uma quantidade certa de gardnerella e lactobacilos, pode ficar tranquila, pois ela está equilibrada e sem infecções.

 

Mas, o que causa esse desequilíbrio?

 

Em geral, são fatores que prejudicam o nosso sistema imunológico e microbiota genital, como a higienização incorreta da ppk, manter múltiplos parceiros sexuais e a lavagem genital frequente

 

Sintomas da gardnerella vaginalis

É importante ter em mente que a gardnerella vaginalis por si só não provoca sintomas. A gente só vai ter sintomas quando ela estiver presente em excesso, na condição de uma vaginose bacteriana. Essa infecção se manifesta por meio de:

 

 
 

 

Em alguns casos, a infecção pode não apresentar sintomas e esse é um dos milhares de motivos pelos quais é necessário manter suas consultas ao ginecologista em dia. 

 

Como tratar a gardnerella vaginalis

De acordo com o Ministério da Saúde, em caso de vaginose bacteriana, é recomendado realizar o tratamento com medicamento oral indicado pelo período de sete dias, ou utilizar um gel com aplicador via vaginal, durante cinco dias. As duas opções possuem taxas semelhantes de cura, chegando a 100%. O ginecologista vai receitar o método mais adequado para cada paciente. 

 

O tratamento deve ser mantido mesmo durante o período menstrual. 

 

Fique atenta aos sinais de que algo não está em equilíbrio no seu corpo e não adie a consulta ao médico!

 

Tati Barros

Jornalista mineira, com mais de dez anos de experiência. É criadora e apresentadora do podcast Solteira Profissional, que aborda o universo de relacionamentos e sexualidade. Produz conteúdos para diversos veículos e formatos, com foco, especialmente, nas editorias de saúde, bem-estar e comportamento. Tem um grande interesse em pautas feministas e sempre está envolvida com essa temática.

 

 


Ficou com dúvidas? Kira Responde

Conteúdos pra você

Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!