Como aliviar cólica menstrual
25 de out de 2021

Como aliviar cólica menstrual

Kira

Menstruação, TPM e cólica, coisas que toda mulher conhece. Te ajudamos com algumas dicas que é bom para cólica menstrual, para você se sentir melhor durante esse período

Menstruação e cólica muitas vezes parecem sinônimos, mas a verdade é que isso varia muito de menina para menina. Se você passa por isso, sabe que a dor, para algumas mulheres, é muito, muito incômoda.

 

É importante você saber que a cólica é um sintoma comum do período menstrual, porque é um sinal de que o útero está expulsando a camada do endométrio (o tecido que reveste a parte de dentro do órgão). O útero, que estava preparado para receber o óvulo fecundado, não recebeu, aí quando a gente não engravida, acontece a menstruação.

 

Explicando um pouco melhor, quando o corpo da mulher percebe que não engravidou, ele desfaz a "preparação" que tinha montado para fecundar o embrião e a maior parte da menstruação que você vê é essa camada do endométrio deixando o corpo. Esse processo é natural, então fica tranquila!

 

A cólica geralmente dá as caras perto do primeiro dia da menstruação: às vezes uns três dias antes, às vezes no dia que a menstruação vem ou até mesmo depois que já desceu pra você. Se você começar a se observar, vai perceber que ela vem quase sempre no mesmo período todo ciclo, mas a intensidade pode variar de pessoa para pessoa e até mesmo de ciclo para ciclo.  

 

 

Sintomas da TPM

Quando você começar a ter cólicas antes de menstruar, pode ser que ganhe “de brinde” a não-tão-querida TPM - que é um conjunto de sintomas como dor de cabeça, dor nos seios, inchaço, alteração no humor (pode ser ficar mais irritada ou mais sensível) e até mesmo problemas gastrointestinais que acontecem até 14 dias antes da menstruação.

 

A TPM, assim como a cólica, precisa ser observada por cada uma de nós para ser entendida: Você sente vontade de comer o quê? Está sensível? Sente dores? Começa quantos dias antes da menstruação para você? Muitas vezes, só entendemos que a gente estava de TPM, que estava mais fácil perder a paciência ou cair no choro, quando ela já passou.

 

À medida que a gente vai observando esse combo de sintomas, começa a se conhecer melhor, e aí já passa mais facilmente pela TPM nos próximos meses.

 

Uma boa ferramenta pra te ajudar nesse processo de autoconhecimento é o Calendário Menstrual, onde você pode colocar os sintomas, tudo o que sente, ao longo do ciclo menstrual.

 

A TPM precisa ser vivida sem estigmas, ela não é um momento que a mulher "enlouquece", de jeito nenhum! É um momento natural, que faz parte do ciclo menstrual. Ao perceber a TPM chegando, talvez seja legal cuidar mais de você, se respeitar e fazer as coisas no seu ritmo. A variação de humor rola mesmo para muitas meninas e existem mulheres que passam por uma variação tão forte que precisam de remédio (indicado somente por médicos) para conseguir passar por esse período numa boa.

 

Então, se a TPM tá realmente atrapalhando sua vida, fale com seu médico sobre isso.

 

Que hormônios fazem parte das alterações do ciclo menstrual?

Hormônios, quem são eles, de onde vieram, o que fazem? 😅 Basicamente, os nossos ovários produzem dois hormônios: a progesterona e o estrogênio. Eles são responsáveis por várias características do nosso corpo, além do amadurecimento do sistema reprodutor e de todo o nosso ciclo menstrual. E como a quantidade desses hormônios varia bastante durante o mês, podem surgir todos os sintomas do ciclo menstrual, inclusive a TPM.

 

Quando o assunto é cólica menstrual, a principal responsável pela dor se chama prostaglandina. Essa é uma substância parecida com os hormônios e que tem como tarefa a descamação do útero quando o óvulo não é fecundado. Só que em alguns casos o corpo produz prostaglandina demais, e é nesses casos que aparece a cólica. Entendeu? Então anota aí algumas coisas que você pode fazer para aliviar essa dor se ela der as caras por aí.

 

Como aliviar cólica menstrual

Você provavelmente já deve estar cansada de ouvir isso, mas cuidar da sua saúde e se observar é algo que tem que ser feito todos os dias! Uma alimentação saudável e equilibrada, a hidratação adequada e a prática de exercícios físicos são algumas das recomendações básicas e que podem, sim, aliviar as cólicas simplesmente porque regulam um monte de nutrientes no nosso corpo e ajudam os órgãos a funcionarem direito.

 

Já existe uma série de estudos apontando que a prática de exercícios físicos regularmente alivia a cólica graças à endorfina que é liberada quando fazemos exercícios. Também conhecida como hormônio da felicidade, a endorfina pode até ajudar a diminuir o fluxo menstrual. Tanto faz se você corre, pratica yoga, pedala ou dança, o importante é se movimentar, transpirar e produzir endorfina! #vaicomtudo

 

Como a cólica é a contração dos músculos do útero, quando você está passando por ela, ficar quentinha ajuda esses mesmos músculos a relaxarem e aliviarem sua dor. Por isso, para aliviar a cólica, abuse das compressas mornas ou quentes (só não esquece de proteger a pele para evitar queimaduras), bolsas de água quente sobre a região da barriga e chás de ervas para se sentir melhor.

 


Chás que aliviam a cólica menstrual

Algumas ervas, como a camomila, a erva doce e a sálvia são velhas conhecidas das nossas avós - e da ciência - e ajudam tanto nos sintomas físicos quanto os psicológicos no ciclo menstrual. Artemísia e calêndula também são duas plantinhas que não são difíceis de achar e podem ser superparceiras para combater as dores da cólica, a irritação da TPM ou qualquer outro sintoma que você perceba -  e, pra perceber melhor os sintomas, se conhecer melhor, quanto mais você anotar informações no seu calendário menstrual, mais dados terá. Uma garota prevenida vale por duas mesmo! 😉

 

Pode ser que, em alguns meses, você sinta cólica fora do período menstrual, geralmente umas duas semanas depois de ter menstruado. Costuma ser uma dor mais passageira e normalmente acontece de um lado só do abdômen. Anota no seu caderno, porque essa dor pode ser um sinal da ovulação. Com o tempo, você vai poder até calcular quando vai ficar menstruada a partir desse dia e quanto dura o seu ciclo.

É muito bom quando a gente se conhece e percebe os sinais de que nosso corpo nos dá, não acha?

 

Remédios para cólica menstrual

Mesmo se a cólica for muito forte, só tome remédios com a indicação do seu médico ou médica. Ligue para sua ginecologista e pergunte o que você pode tomar, ou já se prepare para perguntar na próxima consulta. Agora, se a sua cólica é do tipo que não passa com nenhum remédio indicado pelo médico, te deixa fraca, enjoada ou com uma super dor de cabeça, você também precisa prestar atenção. Pode ser que você tenha alguma questão de saúde e a cólica seja um dos sinais que o seu corpo está emitindo para te avisar disso.

 

Cólicas muito fortes podem significar síndrome do ovário policístico, miomas, endometriose ou outras doenças ligadas ao nosso sistema reprodutor. Se isso está acontecendo com você, hora de falar com a gineco.

 

De qualquer forma, lembre-se de uma coisa: sentir cólica não é mimimi! Às vezes, o que é fácil para a gente pode ser uma tortura para outra pessoa. Quem sente a cólica sabe que de besteira, não tem nada. Então pode falar, sim, que não se sente bem por causa da cólica e pegar leve nas atividades da sua rotina – da aula ao treino na academia.

 

Inclusive, ofereça apoio para suas amigas quando elas tiverem cólica ou TPM. Às vezes você nem precisa fazer alguma coisa, só deixe claro que você entende e está ali para o que elas precisarem. Vamos normalizar falar sobre isso até todo mundo entender o quanto o ciclo menstrual nos afeta.

Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!

Cadastrar-se