hepatite-viral-1

Entenda se a hepatite viral é considerada IST

29 de jun de 2023
comentários

Será que você sabe o que é hepatite viral? Te mostraremos quais são os seus principais sintomas, formas de tratamentos e se é considerada IST

Com certeza você conhece o Outubro Rosa, que marca o mês de prevenção e conscientização ao câncer de mama. Mas, já ouviu falar em Julho Amarelo? Esse é o período em que são realizadas ações relacionadas à luta contra a hepatite viral.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) criou, em 2010, o Dia Mundial das Hepatites Virais, que é em 28 de julho. Mas, afinal de contas, o que é hepatite viral? Sabe responder essa?

 

 

hepatite-viral-2

O que é hepatite viral

As hepatites virais agudas e crônicas são doenças provocadas por cinco vírus: 

 

  • Vírus da hepatite A (HAV, do inglês hepatitis A virus);

  • Vírus da hepatite B (HBV, do inglês hepatitis B virus);

  • Vírus da hepatite C (HCV, do inglês hepatitis C virus);

  • Vírus da hepatite D (HDV, do inglês hepatitis D virus);

  • Vírus da hepatite E (HEV, do inglês hepatitis E virus).

 

 

Cada um desses vírus possui formas de transmissão e manifestação específicas, que podem ser agudas (quando é uma infecção de curta duração) ou crônicas (quando a doença dura mais de seis meses).

 

O diagnóstico precoce é importante, uma vez que essas hepatites virais podem causar complicações, como o desenvolvimento de cirrose ou câncer de fígado.

 

Por ser uma IST (infecção sexualmente transmissível) comum, vamos focar na Hepatite B neste texto, combinado? Essa doença agride o fígado, sendo que o vírus HBV está presente no sangue e secreções

 

Sintomas da hepatite viral

As hepatites causadas pelos vírus A e E são agudas e apresentam alguns sintomas inespecíficos. 

 

Por outro lado, as hepatites B, C e D se manifestam na forma crônica e não costumam apresentar sintomas ou, quando ocorrem, podem demorar até décadas para se manifestarem, o que faz com que o diagnóstico seja difícil e tardio.

 

Os sintomas da hepatite B, que costumam manifestar-se apenas em fases mais avançadas da doença, são:

 

 
  • Cansaço;

  • Tontura

  • Enjoo e/ou vômitos;

  • Febre;

  • Dor abdominal;

  • A ocorrência de pele e olhos amarelados é observada em menos de um terço dos pacientes com hepatite B.

 

 

Como tratar a hepatite viral

Após o resultado positivo e confirmação do diagnóstico, o tratamento da hepatite viral é realizado com antivirais específicos, disponibilizados no SUS, que é o Sistema Único de Saúde, de acordo com o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Hepatite B e Coinfecções (PCDT Hepatite B). É indicado ainda que o paciente não faça uso de bebidas alcoólicas.

 

Vale dizer que, atualmente, os tratamentos disponíveis não curam a infecção pelo vírus da hepatite B. Mas a boa notícia é que eles colaboram para retardar a progressão da cirrose, reduzir a incidência de câncer de fígado e oferecer uma boa qualidade de vida em longo prazo.

 

hepatite-viral-3

 

Como prevenir a hepatite B

A vacina contra a hepatite B faz parte do calendário nacional de vacinação infantil e é a principal medida de prevenção contra a doença. Ela é extremamente eficaz e segura, sendo indicada, inclusive, para mulheres durante a gestação e a lactação.

 

Além da vacina, para evitar a contaminação do vírus, é essencial o uso de preservativo nas relações sexuais. O motivo explicamos a seguir:

 

Afinal, a hepatite viral é considerada DST?

Sim, a hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível. As principais formas de transmissão da hepatite B são:

 

 
  • Relações sexuais sem preservativo com uma pessoa infectada;

  • Da mãe infectada para o filho, durante a gestação e o parto;

  • Compartilhamento de material para uso de drogas (seringas, agulhas, cachimbos);

  • Compartilhamento de materiais de higiene pessoal que furam ou cortam (como lâminas de barbear e depilar, além de alicates de unha);

  • Ao utilizar materiais para tatuagem e piercing, procedimentos odontológicos ou cirúrgicos que não atendam às normas de biossegurança;

  • Transfusão de sangue (mais relacionadas ao período anterior a 1993).

 

 

E para reforçar: o SUS disponibiliza a vacina nas unidades básicas de saúde para todas as pessoas, independentemente da idade, de forma gratuita! São três doses da vacina e, portanto, se você não tiver todas ainda, não perca tempo, hein?

 

Tati Barros

Jornalista mineira, com mais de dez anos de experiência. É criadora e apresentadora do podcast Solteira Profissional, que aborda o universo de relacionamentos e sexualidade. Produz conteúdos para diversos veículos e formatos, com foco, especialmente, nas editorias de saúde, bem-estar e comportamento. Tem um grande interesse em pautas feministas e sempre está envolvida com essa temática.


Ficou com dúvidas? Kira Responde
Vem fazer parte da Comunidade Intimus®!
Troque ideias sobre suas experiências, tire dúvidas e interaja com meninas e mulheres como você, sobre menstruação ou qualquer outro assunto! Ah, tudo isso sem julgamentos, ok?
Além de toda a troca que você vai ter na comunidade, você ainda ganha recompensas!🏆
Juntas somos mais fortes. 🌸

Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!