corrimento-liquido-1

Corrimento líquido como água. Já aconteceu aí? Vem entender o que é

3 de jan de 2023
comentários

O corrimento líquido como água costuma ser natural e saudável, mas é preciso ficar atenta para cheiros e consistências estranhas

A parte interna da ppk é um canal formado por músculos e revestido por mucosa. Por isso, é normal a gente notar secreções na calcinha de vez em quando, inclusive o corrimento líquido como água que, em geral, significa que você está no seu período fértil

 

Mas é importante ficar atenta para cheiros e texturas estranhas, pois incômodos e mudanças bruscas podem indicar problemas de saúde. Conversamos com a ginecologista Rebeca Gerhardt que explicou tudo certinho para a gente!

 

corrimento-liquido-2

 

Corrimento líquido como água antes da menstruação

Talvez você já tenha notado um corrimento com aspecto de clara de ovo na calcinha cerca de duas semanas antes da menstruação. Este fluido é claro, branco ou transparente, de consistência cremosa, líquida ou elástica, parecendo uma clara de ovo mesmo.

 

Muitas mulheres notam este corrimento no papel higiênico, quando passam na ppk, ou na calcinha. Se você tocá-lo com os dedos, vai perceber que ele é mesmo espesso e até gruda um pouquinho na pele. Aliás, você já tocou e cheirou suas secreções? É importante para o seu processo de autoconhecimento.

 

O corrimento clara de ovo é um sinal de período fértil. Também chamado de muco cervical, é produzido no colo do útero pela ação de um hormônio sexual chamado estrogênio. Seu papel é fundamental no processo de concepção (para ter bebês), nutrindo e protegendo os espermatozoides durante sua viagem até o óvulo. 

 

Portanto, este tipo de corrimento não é um problema. Pelo contrário! Ele é um sinal de que tudo está funcionando como deveria no seu corpo.


Corrimento líquido como água pode ser sinal de gravidez?

Corrimento não é um sinal clássico de gravidez, mas mulheres grávidas podem apresentar um corrimento esbranquiçado e mais espesso no primeiro trimestre por consequência das mudanças hormonais e preparação do corpo para abrigar o bebê nos próximos meses.

 

As gestantes também podem notar um pouco de sangue na calcinha como consequência da implantação do embrião no útero, processo chamado de nidação. Esse sangue pode ser mais marronzinho ou avermelhado, e misturado com um pouco de muco transparente.

 

Mas como mulher sempre apresenta corrimento, grávida ou não, este não é um sinal decisivo para correr e fazer um teste de gravidez. Se você não tiver feito sexo desprotegido e não estiver apresentando outros sintomas, não precisa entrar nessa pilha.

 

Corrimento líquido como água depois da relação

Durante a relação sexual, a ppk fica lubrificada como consequência da excitação e do desejo. Ou pelo menos deveria, tá? Ficar molhadinha é um sinal de que você está realmente a fim de dar uns amassos ou de transar com aquela pessoa.

 

Quando estamos muito excitadas, podemos notar um fluido transparente e sem cheiro, mesmo depois que o sexo termina. É normal ficar lambuzada mesmo! Esse corrimento aquoso é normal e saudável.

 

corrimento-liquido-3


Quando procurar o médico

Ppk que incomoda é ppk com problema. "A cor não é o principal critério. O que mais importa é se esse conteúdo vaginal vem acompanhado de dor, de coceira ou de algum odor", diz a dra. Rebeca.

 

Se você notar que o corrimento está incomodando ou cheirando mal, é hora de procurar o médico. A ginecologista reforça que é preciso conhecer o seu normal, ou seja, saber reconhecer a consistência do seu corrimento usual e os odores do seu corpo. Qualquer indício de mudanças é um sinal de alerta. "Se está atípico, diferente do seu padrão, chama atenção", diz a especialista.

 

Então, já sabe: corrimento líquido como água costuma ser normal e saudável. Se calcinha molhada te incomoda, você pode usar um protetor diário. E se notar qualquer coisa estranha, marque consulta com o seu ginecologista de confiança.  

 

Camila Luz 

Jornalista formada pela Cásper Líbero, estudou Mídias Internacionais na Université Paris 8 e é mestre em Jornalismo e Direitos Humanos, com especialização em Diplomacia, pela Sciences Po Paris. Escreve sobre saúde, ciência e tecnologia desde 2016, com maior dedicação à saúde da mulher. Também é consultora em comunicação para organizações internacionais. Vive em Washington D.C. (EUA) e é fã assídua dos livros da Elena Ferrante.

 

Dra. Rebeca Gerhardt

Ginecologista e obstetra formada pela Universidade Estadual de Londrina – sua cidade natal – compartilha todo seu conhecimento médico com Kira e suas leitoras. Fala sem estigmas sobre saúde íntima, sexualidade, cuidados com a ppk e autoestima.

 



Ficou com dúvidas? Kira Responde
Vem fazer parte da Comunidade Intimus®!
Troque ideias sobre suas experiências, tire dúvidas e interaja com meninas e mulheres como você, sobre menstruação ou qualquer outro assunto! Ah, tudo isso sem julgamentos, ok?
Além de toda a troca que você vai ter na comunidade, você ainda ganha recompensas!🏆
Juntas somos mais fortes. 🌸

Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!