desenho de menina na praia tomando sol
Calor e saúde íntima: doenças ginecológicas que aumentam no verão
31 de jan de 2022

Calor e saúde íntima: doenças ginecológicas que aumentam no verão

Kira

Já ouviu falar de candidíase pós-praia? A dra. Rebeca Gerhardt explica tudo sobre isso!

Verão costuma ser sinônimo de praia, piscina, biquíni e aquela água fresca para aliviar o calor. Mas o verão também é sinônimo de outra coisa para as mulheres: aumento dos corrimentos, coceiras e infecções na ppk. Para ajudar você a se prevenir desses incômodos, fomos conversar com a ginecologista dra. Rebeca Gerhardt sobre doenças ginecológicas causadas por bactérias e fungos que são típicas do verão.

 

desenho de menina na praia

 

A candidíase pós-praia

De acordo com a dra. Rebeca, a candidíase pós-praia existe, sim! Ela está intimamente relacionada ao uso prolongado de maiôs e biquinis molhados – aquelas oito horinhas que a gente adora passar na praia entrando e saindo do mar.

 

A candidíase é uma infecção por fungo que tem como principais sintomas o corrimento esbranquiçado (e talvez até acinzentado), odor forte, e coceira na ppk. Ela acontece quando existe um desequilíbrio dos fungos naturais da vagina – e se tem uma coisa que fungo gosta é de ambiente úmido e abafado.

 

A roupa de banho úmida em contato com a ppk por longas horas é um prato cheio para que esses fungos de reproduzam muito mais do que o normal.

 

Apesar de ser muito incômoda, a candidíase é fácil de tratar. Em geral com medicação você já vai se sentir melhor. Procure um médico que ele vai te ajudar!

 

Vaginose

Outra doença que "bomba" no verão, segundo a dra. Rebeca, é a vaginose bacteriana, em especial a causada por gardnerella.

 

A gardnerella vaginalis é uma bactéria que faz parte da flora da ppk naturalmente, e a infecção acontece quando existe um desequilíbrio dessa flora e essas bactérias aumentam de um jeito exagerado. Esse desequilíbrio pode ser causado, assim como no caso da candidíase, pelo uso prolongado de roupa de banho molhada, o abafamento da região e também o excesso de lavagem.

 

Sim, você leu certo. Lavar muito a ppk faz mal. Lavar muito significa colocar água e ou sabão lá dentro da vagina, com o famoso chuveirinho – faz mal! A ppk tem que ser lavada só no espaço da vulva, do lado de fora. E ainda com toda a delicadeza, sem esfregar, e optando por um sabonete que limpe e ao mesmo tempo respeite a sua flora vaginal – como o sabonete líquido Intimus® Defesas Naturais.

 

Os sintomas da vaginose são o corrimento vaginal branco-acinzentado, com odor forte – fedido mesmo. E o tratamento também é simples, mas precisa ser passado por um médico. Então nada de usar cremes e pomadas sem prescrição, ok?

 

desenho de menina na praia

 

Cuidados com a região íntima feminina sempre

Verão é uma delícia, mas essa quebra na nossa rotina pode levar a infecções. O mais importante é ficar atenta, se conhecer bem, e tomar alguns cuidados supersimples. Um deles é evitar passar muito tempo com o biquini molhado. Você pode levar até um extra para a praia (ou apenas uma calcinha de biquíni), e trocar no meio do dia.

 

Outra dica interessante é levar uma calcinha de algodão para colocar quando estiver saindo da praia. Usar lingerie de algodão é uma das melhores formas de prevenir a candidíase. Em vez de abafar o biquini molhado junto com a saída de praia ou o short, encontre um banheiro (ou se enrole na toalha) e troque por uma calcinha sequinha – que ocupa pouquíssimo espaço na bolsa e vai deixar você mais confortável e dar menos oportunidades para desequilíbrio de bactérias e fungos na ppk.

 

E por último, para cuidar bem da sua higiene íntima em qualquer lugar, você pode usar os lenços umedecidos Intimus® Defesas Naturais. Os lenços umedecidos são ótimos, principalmente se você estiver menstruada e quiser dar aquela "refrescada" na ppk, fazendo uma higiene suave.

 

Outra dica boa para a higiene íntima é lavar a ppk (e até a calcinha do biquini) com o sabonete líquido Intimus® Defesas Naturais - um sabonete íntimo que limpa respeitando a flora vaginal. Só não esquece que a ppk só pode ser lavada do lado de fora, nunca coloque sabonete lá dentro! Use bastante água (sempre fora!) e faça movimentos delicados, afinal, a pele da ppk é sensível e precisa ser tratada com carinho.

 

Além disso, o melhor jeito de aproveitar o verão é com alimentação leve e se hidratando bastante. Cuidar da saúde é garantir que esse período vai ser inesquecível – pelos motivos certos!


Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!

Cadastrar-se