corrimento
Por que a vagina fica molhada?
26 de jan de 2022

Por que a vagina fica molhada?

Kira

Vem descobrir por que a mulher fica molhada – e isso é bom!

Você já deve ter percebido que a calcinha tem, na maioria dos dias, algum sinal de umidade, não é? Só que, às vezes, a gente confunde as coisas, e acha que estar limpa ou "fresquinha" significa a ausência de qualquer coisa na ppk ou na calcinha. Mas vamos lembrar que, na verdade, estar molhada é natural e saudável. Existem alguns motivos pelos quais a vagina fica molhada. Vem entender melhor por que a mulher fica molhada 😉

desenho de menina em uma sala de estar

 

1) A vagina é naturalmente molhada

Pois é. As mulheres possuem um corrimento "normal" que é o corrimento vaginal fisiológico. Ele é sem cheiro e costuma ser transparente (mas pode variar e chegar até a ser branco – vamos falar disso mais pra frente!).

 

Esse corrimento é formado pela combinação de células mortas da vagina, bactérias naturais da flora vaginal e secreção de muco – e ele existe para lubrificar, umedecer e manter a sua ppk limpa. É isso mesmo: a ppk é autolimpante, ela se autorregula quanto às bactérias e fungos, e o corrimento natural é o que faz tudo isso acontecer.

 

2) O muco cervical

No item anterior, nós falamos que no corrimento natural existe uma mistura de coisas, certo? Uma das mais importantes é o muco cervical.

 

O muco cervical é um fluído produzido naturalmente e que vai mudando de consistência ao longo do ciclo menstrual. Ele vai ficando mais grosso quando você não está fértil, por exemplo, ajudando a impedir a passagem dos espermatozoides para o útero quando você tem uma relação sexual desprotegida. Em compensação, quando você está ovulando, esse fluido fica bem menos grosso, para permitir que um espermatozoide consiga se movimentar no seu útero e fertilizar o óvulo. A natureza é incrível, né?

 

menina

 

3) Quando você fica molhada e é lubrificação
Quando ficamos excitadas, a lubrificação aumenta – e muito. Você pode perceber que é um fluido diferente do corrimento natural, tanto na consistência quanto na quantidade. Isso acontece porque seu corpo tem glândulas especiais pra isso – se prepara para dois nomes difíceis.

 

Tanto as glândulas de bartholin quanto as de skene existem dentro da sua ppk para liberar lubrificação quando você é estimulada. A lubrificação é limpa e é muito benéfica. Ela faz a relação sexual ser mais prazerosa, e evita que a fricção possa machucar a ppk – que tem a pele supersensível. Por isso é importante sempre caprichar nas preliminares em uma relação sexual. Quanto mais lubrificada a mulher estiver, melhor será a experiência.

 

4) Você não precisa estar sequinha para se sentir sequinha

Que ficar molhada é um ótimo sinal, já deu pra entender, mas talvez isso ainda incomode você. Se você não gosta de ficar com a calcinha úmida, pode usar um protetor diário. É como um absorvente, mas muuuuito mais leve, que deixa você com a sensação de estar seca, mas preservando sua umidade natural. Recomendamos o protetor diário Intimus® - Ultra Flexível, que é super fininho, deixa sua ppk respirar e vai te deixar sequinha.  

Perceber a sua umidade natural faz parte de entender seu ciclo menstrual, as mudanças no muco e também o seu processo de excitação na hora de uma relação. É um mega exercício de autoconhecimento e de autocuidado. E mais ainda: é um jeito de monitorar a sua saúde.

 

Por isso, é importante ficar atenta caso o seu corrimento natural mude de cor, ou apresente cheiro, ou qualquer outro sintoma como coceira, porque ele pode estar indicando alguma infecção, por exemplo. Nesse caso, procure um ginecologista. Faça as pazes com a sua umidade natural e nunca deixe de dar atenção para a sua ppk. Isso é se cuidar! 

Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!

Cadastrar-se