diu
Um guia pra entender o que é DIU
31 de jan de 2022

Um guia pra entender o que é DIU

Kira

Vem entender os benefícios do DIU e como ele funciona!

Você sabe o que é DIU? Sabe quais são os benefícios dele? Pois chegou a hora de saber tudo sobre um dos métodos contraceptivos mais antigos e eficazes que existem.

 

O DIU é um método para evitar a gravidez que foi idealizado em 1962, e é pesquisado desde então. Atualmente, centenas de milhões de mulheres no mundo usam o DIU.


desenho de um útero com DIU inserido

 

O que é DIU

DIU é a sigla para Dispositivo Intrauterino, um pequeno objeto em formato de "T" que é colocado no útero pelo ginecologista no consultório mesmo e previne a gravidez.

 

Quais são os tipos de DIU

Existem basicamente dois tipos de DIU: hormonal e de cobre (não hormonal).

 

O DIU hormonal libera no corpo da mulher quantidades de lervonegestrel, um tipo de hormônio sintético, ou seja, feito em laboratório, que impede a gravidez. Esse tipo de DIU diminui o fluxo menstrual e as cólicas, mas nos primeiros meses pode trazer pequenos sangramentos, um pouco de acne e queda de cabelo ou oleosidade. Segundo pesquisadores, depois dos seis primeiros meses de uso esses sintomas costumam desaparecer.

 

Já o DIU de cobre, como diz o nome, é feito deste metal – o cobre -, que é liberado aos poucos no útero promovendo mudanças bioquímicas no endométrio (uma camada do útero) e no muco cervical. Desse jeito, impede os espermatozoides de chegarem até o óvulo. Ele pode causar aumento do sangramento e também pode intensificar a cólica menstrual. Mas, em geral, os pesquisadores relatam que isso passa após o primeiro mês de uso.

 

Mais recentemente, surgiu no mercado brasileiro um DIU que alia dois metais: cobre e prata. E ele é chamado assim mesmo - DIU de cobre e prata. Esse dispositivo também é feito de cobre, mas tem junto um fio de prata, com a função de diminuir a fragmentação do cobre no organismo. O uso da prata associado promete aumentar a eficácia do DIU e diminuir a chance de intensificar o fluxo menstrual e a cólica.

 

Benefícios do DIU e tempo de duração

O maior benefício do DIU é sua alta eficácia, com uma taxa de falha que costuma girar entre 0,2 e 0,8% dos casos. Além disso, o DIU dura muito tempo: o hormonal pode durar até 5 anos, assim como o de cobre e prata. Já o de cobre dura até 10 anos!

 

São anos de proteção para não engravidar e você pode simplesmente esquecer dele – ao contrário da pílula, que precisa lembrar todos os dias de tomar no mesmo horário.

 

O DIU também é seguro para a maioria das mulheres, e é rapidamente reversível (se você quiser engravidar, é só tirar no consultório médico mesmo!).

 

desenho de uma mulher e sua ginecologista em um consultório

 

Desvantagens do DIU

O DIU pode custar caro se for colocado no consultório particular. Só que é interessante pensar que esse valor cobre 5 anos de contracepção (ou 10). Se você não tiver como pagar, pode conseguir a colocação pelo SUS, tanto do DIU hormonal quanto do de cobre – informe-se no posto de saúde mais próximo.

 

Como já mencionamos acima, o DIU também apresenta efeitos colaterais no começo do uso. Com o DIU hormonal você pode sentir um aumento leve na acne, na oleosidade da pele e do cabelo e pequenos sangramentos – mas os efeitos passam em seis meses normalmente. E o DIU de cobre pode aumentar o sangramento e a cólica, mas o efeito é sentido por apenas um mês, de forma geral. Depois fica tudo normal para boa parte das mulheres.

 

Colocar o DIU também pode ser desconfortável, gerar uma dorzinha na hora, mas é um procedimento bem simples e você pode aliviar o desconforto conversando bastante com o seu médico para checar se há alguma forma de amenizar esse desconforto.

E aí, gostou de conhecer mais esse método contraceptivo? Se você está considerando prevenir a gravidez com DIU, marque uma consulta com seu médico. Talvez seja a opção certa pra você 😉

 


Vem conversar com a gente!

Que tal trocar uma ideia com a nossa comunidade? Deixe seus comentários e bora aprender juntas!

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!

Cadastrar-se