intimus_ilustracao_sabonete
Sabonete Íntimo: Qual a melhor rotina de higiene?
23 de jun de 2021

Sabonete Íntimo: Qual a melhor rotina de higiene?

Produtos íntimos e sabonete íntimo feminino, qual é a melhor rotina para sua higiene? Descubra com a Kira, as melhores dicas para manter sua saúde íntima. Veja!

 

Apesar do hábito brasileiro de tomar até mais de um banho por dia, os cuidados com a sua região íntima são um pouco mais delicados

 

sicas de criança sobre tomar banho falam que sempre temos que lavar todas as partes do corpo, da cabeça aos pés, para ficarmos limpinhos. E as de escovação dos dentes também incentivam a higiene três vezes ao dia. Mas, como seria uma música sobre a higiene íntima?

Apesar de não existir nada que ensine para os adultos esse tipo de cuidado, a gente pode explicar alguns pontos para te ajudar a manter a ppk limpinha e saudável, porque por ser uma região com sua própria flora, ela tem particularidades e ficar de olho nisso faz toda a diferença entre estar com a ppk saudável ou não.

O primeiro ponto importante é dizer que a sua vagina tem cheiros, sim! Esses cheiros são naturais e um sinal de que as bactérias e fungos do bem que vivem normalmente na sua região íntima estão ali, vivendo numa boa, na maior tranquilidade e garantindo a saúde da sua ppk. E que por essa harmonia toda, eles produzem um pouco de secreção mesmo - aliás, como toda região de mucosa do corpo, da área interna dos olhos, passando pela boca e garganta até nossa vagina. Como sempre, você precisa observar porque os diferentes momentos do nosso ciclo menstrual influenciam a cor e a textura dessa secreção, e qualquer situação mais estranha deve ser entendida como um sinal de consultar sua médica, mas lembra sempre que um pouco de secreção sem cheiro e de cor clara é perfeitamente normal para uma pessoa saudável. 

intimus_card

 

O segundo ponto está relacionado à roupa que você usa. Calcinhas apertadas ou de tecidos que não deixam a região respirar não são indicados para o uso diário porque abafam a região e aí, bactérias e fungos ruins fazem a festa - e você pode ter uma candidíase ou outra doença que vai ser chato de tratar.

Aliás, dormir sem calcinha é um hábito simples e fácil de adotar e que ajuda muito na higiene da sua região íntima. Considerando que você passa o dia todo de calcinha e outras roupas (que às vezes são apertadas), essas horas em que você tá dormindo podem ajudar muito a arejar seus países baixos” e dar uma força para a sua flora vaginal. Aproveita para sentir uma brisa refrescante nessa região, pode confiar que a sensação é muito boa! ;)

Sobre a limpeza da região, como sua flora vaginal já faz boa parte do trabalho de manutenção, a recomendação é que você use um sabonete íntimo apenas uma vez ao dia, e somente na parte externa da vagina, entre os lábios, a virilha e a vulva. Nada de querer lavar a mucosa interna, porque pode te dar alergias e desequilibrar todo o pH da região - o que não vai te ajudar em nada, muito menos garantir uma ppk mais limpa!

Por serem feitos especialmente para a higiene íntima, os sabonetes íntimos ajudam a limpar a região mas não demais, garantindo a hidratação e as defesas naturais da área, sem afetar o pH. Maravilhoso, né? É um autocuidado incrível sim!

intimus_ilustracao_sabonete

 

Os nossos parceiros de higiene em todo e qualquer rolê, os lenços umedecidos, também são uma opção para manter os cuidados quando não estamos em casa porque têm a mesma fórmula dos sabonetes íntimos, uma textura suave que ajuda a limpar a região e ainda cabem na bolsa. Outro lembrete importante também é o de limpar a vulva sempre começando na parte da frente e terminando atrás (sentido vulva - ânus) para evitar trazer as bactérias do seu intestino, que são bem de boas quando estão lá, mas perigosas se migrarem para a região da vagina, mais delicada e com um equilíbrio mais sutil.

Se você tem muitos pelos na região pélvica/ pubiana, pode ser adepta da depilação - tem gente que acha que fica mais fácil a higiene da área durante a menstruação, por exemplo. Tirar os pelos não é um problema, assim como manter sua vulva com a pelagem original”, porque anatomicamente os pelos protegem a região de bactérias visitantes ou intrusas - assim como os pelos do nariz e até mesmo os nossos cílios.

Caso você seja adepta de uma vida (e de uma região íntima) sem pelos, você só tem que tomar cuidado com o método escolhido. A lâmina de barbear pode te machucar e também encravar os pelos, o que é um problema, e a cera quente pode deixar a pele da mucosa mais sensível, então o intervalo entre as sessões de depilação não pode ser muito curto se a sua escolha for arrancar tudo pela raiz”, combinado? Assim você dá tempo suficiente para a pele se recuperar de tantos puxões e esticadas e das altas temperaturas da cera. E nunca é demais reforçar que tem que usar a cera com moderação para não arriscar machucar sua pele. Tenha sempre uma pinça ou outra alternativa para depilar se estiver muito difícil, porque a cera pode lesionar a mucosa e/ou a região.

Além desses cuidados, mais locais, nunca se esqueça de sempre se alimentar bem, beber bastante água, trocar os absorventes com regularidade, dar preferência para calcinhas de algodão e visitar sua ginecologista uma vez ao ano para conferir se tudo continua funcionando perfeitamente por aí. Tão importante quanto a higiene diária é o cuidado que você tem com você mesma quando faz exames e fica de olho para qualquer coisa diferente que apareça e que pode ser um sinal amarelo para a sua saúde.

A natureza foi bem generosa com a gente quando facilitou a manutenção” da região, então não tem porque a gente descuidar da nossa saúde íntima por besteira, não é? Bora se cuidar e ficar de olho na nossa querida ppk!


Queremos te escutar!

Estamos sempre buscando melhorar nossa plataforma. Deixe sua opinião aqui

Comentários

Cadastre-se para comentar e participar!

Cadastrar-se